07 dezembro 2010

Moto 4 no NATAL...

O meu último post neste blog, abandonado, pela falta de tempo e vontade, foi sobre a minha intenção de oferecer uma Moto 4 ao Gabriel no Natal, pois bem, já está embrulhada, pois com a ajuda dos avós M e H tornou-se possivel. Nem a propósito, a foto que acompanhava o já referido post, outrora retirada da internet, revela-se idêntica se não igual à escolhida...
Bem vamos ver como vai correr esta experiência, pois o menino Gabriel continua um reguila do "pior", e anda quase sempre a correr e a fazer disparates, agora então é que ninguém o agarra!
Vou tentar vir mais vezes trazer notícias e colocar uma fotos actualizadas...
Beijocas a todas(os) que na eventualidade ainda nos visitem...

29 julho 2010

Moto 4

O Gabriel, já anda à algum tempo a pedir uma Moto 4, mas pensámos que era de brincar e vai a minha mãe e compra-lhe isso mesmo, uma moto quatro de brincar.
Resposta:

 - Não era destas que eu queria avó, era uma para eu me sentar...


Deve ter ficado a pensar, ( - Bolas que esta gente não percebe mesmo nada... :o)
Por acaso, até estive a ponderar a possibilidade de lhe fazer a vontade e tentar oferecer-lhe uma no Natal, mas se ele já a andar a pé é um destravado, que fará de MOTA...

28 julho 2010

Abelhas dos Lentiscais...

Sim, as terríveis abelhas dos Lentiscais...
Foi precisamente uma dessas que picou no rabiosque do Gabi.
Mas para que se perceba, passo a explicar:
Num destes finais de semana, o Gabi estava na terra dos avós paternos, os já mencionados "Lentiscais", como era um dia de calor ele andava por lá na piscina, ora entrava, ora saia, jogava à bola...entretanto a bola foi para junto de um molho de lenha onde andavam as "ditas senhoras", como ele de teimoso não tem nada (pelo lado do contrário), não ligou aos avisos, como tal, vem uma senhora abelha dos "Lentiscais" e pimba..."morde-lhe" uma nalguinha...
Já durante a semana a minha mãe perguntava-lha o que tinha acontecido no fim de semana, pois tinha ouvido dizer que lhe tinha picado uma abelha.

Resposta:
- Sim avó, foi uma ABELHA dos LENTISCAIS.

Claro que dependendo do local onde as abelhas se encontram, assim é a fama delas, neste caso, falamos de abelhas dos "Lentiscais"...o que para o Gabriel faz toda a diferença... Lolololol :o)

26 julho 2010

Envelhecer...


Sábado à tarde depois do banho, coloquei-o no mudador de fraldas que ainda tenho no WC por comodidade, apesar de me ver "grega" para o colocar lá, devido ao peso.
À cerca de duas semanas atrás, tinha-lhe dito que ele mal já mal lá cabia, que a primeira vez que o tinha colocado lá, sobrava imenso espaço, mas que agora já ficava com metade das pernas e com os pés de fora.
Conversa:

- Gabriel põe os pés para cima se não molhas o chão todo. (EU)

- Quando eu era pequenino ficava aqui no meio e sobrava espaço, agora já não, estou a ficar grande. Mas ainda não sou tão grande como tu, verdade mãe? (ELE)

- Sim filho, mas um dia talvez venhas a ser ainda maior do que eu, levas princípios disso. Tu vais ficando um homenzinho e eu vou ficando velhinha... (EU)

- (Começa a fazer a beicinha, e a chorar) Eu não quero que fiques velhinha, assim já não quero crescer... (ELE)

Concluindo, esta ainda não é a altura certa para estas conversas e o rapaz quer que eu tenha 31 anos a vida toda... :o)
Tadinho do meu filhote!

22 julho 2010

GORMITI


Não é que o minorca de três anos e meio, quer Gormitis...
Em principio nem sequer o percebia, até que fui à papelaria junto à minha casa e vi miúdos com idade escolar a comprar os "famosos" Gormiti...
Ontem a minha mãe fez-lhe a vontade e lá lhe comprou 2 Gormiti, vêm em saquetas individuais e não são nada baratos...mas o minorca diz que quer muitos...deve julgar que o dinheiro cai das árvores ou coisa do género :o)
Vamos ver até quando se mantém o entusiasmo!!

20 julho 2010

Oláaaaaaaaaaa....


Bem devido ao período de ausência, nem sei por onde começar, mas para inicio, posso dizer que estamos bem e de saúde, que afinal de contas é o mais importante.

O Gabriel, está um reguila do "pior", mas muito inteligente...
A saber:
- Fala pelos cotovelos (sai à mãe);
- É muitoooooooo teimoso (sai à mãe);
- Continua a cara chapada do pai...
- Adora que lhe contemos histórias (desde bebé), ver DVD's, e construções com Legos;
- Adora água, praia, piscina...e até a banheira... :o)
- Ainda usa chucha :o(
- Ainda usa fralda (só para dormir à noite) :o(
- Está um matulão, toda a gente acha que ele tem mais idade...
- As histórias preferidas, continuam a ser todas as que tenham como interveniente o já famoso, "Lobo Mau";
- Já se deitava sozinho e agora regrediu, e passa a vida à minha espera, para eu me ir deitar com ele...acaba por se deitar tarde, mas levanta-se a horas (que remédio...);
- Só faz asneira, sempre e quando quer chamar a nossa atenção;

Bem as conquistas são diárias e constantes, podia referir 1001 façanhas, mas as fotos que entretanto vou colocar falarão por sí...

Espero que estejam todas(os) bem, e os vossos príncipes e princesas também... Beijocas!!
Até já...

14 abril 2010

Ainda há Principes Encantados!!


"A pessoa certa para nós é aquela para quem também somos a pessoa certa. Tão simples quanto isto. Às vezes demasiado simples para as pessoas perceberem..."

Margarida Rebelo Pinto in "Diário da Tua Ausência"

12 abril 2010

"Somos livres. Isso significa, entre outras coisas, que somos aquilo que desejamos ser. Configuramos a nossa personalidade com as nossas acções livremente escolhidas. A partir do momento em que chegamos ao uso da razão, tornamo-nos pouco a pouco pais e mães de nós próprios. Os outros podem aconselhar-nos, indicar-nos o bom caminho, mas no final somos sempre nós que escolhemos, que temos a última palavra. E é com base nessas escolhas que construímos ou não o nosso carácter."

Rodrigo Lynce de Faria

09 abril 2010

Alguém disse...


"Nunca deixes que ninguém te mande abaixo, ama-te, protege-te.. Mesmo quando estiveres mal não mostres a quem não merece.. A tua infelicidade pode fazer outras pessoas felizes, por isso, gosta de ti antes de gostares de mais alguém.. Sê feliz contigo antes de seres feliz com outra pessoa..."

31 março 2010

Pensamento do dia:

Às vezes construímos sonhos em cima de grandes pessoas... O tempo passa...
...e descobrimos que GRANDES mesmo eram os sonhos, e as pessoas PEQUENAS demais para torná-los reais!
Bob Marley

26 março 2010

Deixa o Mundo Girar...

"Quantas vezes vais olhar para trás
Estás preso a um passado que pesou
Quantas vezes vais ser tu capaz
Fazer sair quem por engano entrou
Abre a tua porta, não tenhas medo
Tens um mundo inteiro à espera para entrar
De sorriso no rosto talvez o segredo
Alguém que te quer falar
Olha em frente e diz-me aquilo que vês
Reflexos de quem conheces bem
Ouve essa voz é a tua voz
Dá-lhe atenção e a razão que tem
Abre a tua porta, não tenhas medo
Tens um mundo inteiro à espera para entrar
De sorriso no rosto talvez o segredo
Alguém que te quer falar
Deixa o mundo girar para o lado que quer
Não o podes parar nem tens nada a perder
Estás de passagem
Não o leves a mal se te manda avançar
Talvez seja um sinal que não podes parar
Estás de passagem
Vai aonde queres
Sê quem tu quiseres
Estende a tua mão
A quem vier por bem
Abre a tua porta, não tenhas medo
Tens um mundo inteiro à espera para entrar
De sorriso no rosto talvez o segredo
Alguém que te quer falar
Deixa o mundo girar para o lado que quer
Não o podes parar nem tens nada a perder
Estás de passagem
Não o leves a mal se te manda avançar
Talvez seja um sinal que não podes parar
Estás de passagem
Deixa o mundo girar para o lado que quer
Não o podes parar nem tens nada a perder
Estás de passagem
Não o leves a mal se te manda avançar
Talvez seja um sinal que não o podes parar
Estás de passagem, só de passagem, estou de passagem
Para outro lugar"
Polo Norte

24 março 2010

Gabriel...

Havia muita coisa a dizer a teu respeito, meu filho, muita mesmo, pois todos os dias há pequenas conquistas e grandes vitórias, porque és uma criança inteligente, rodeada de amor e afecto, mas quero apenas dizer, não que nunca o tenha feito, mas porque nunca é demais, que...

AMO-TE MUITO, MAIS E MAIS A CADA DIA QUE PASSA...

Onde Reside o Amor...

Onde reside o amor é uma viagem às histórias das vidas de todos nós. Aqui estão os retratos fiéis dos nossos dias, dos anjos que nos protegem e dos demónios que nos desafiam.
Margarida Rebelo Pinto, volta neste livro, às relações entre as pessoas e, de uma forma sincera, fala-nos directamente ao coração. Atravessa o amor e o sexo, interpreta a linguagem dos afectos e lança um olhar sobre o papel da família, dos valores que se perdem na voragem dos dias. Homens e mulheres; príncipes encantados; as eternas diferenças entre os dois sexos (mais próximos do que se julga); afectos, histórias de família, ou o retrato de um país…

“Não há nada mais importante do que investir no nosso coração. E no coração daqueles que amamos, ainda que nem sempre o mereçam. Quem não investe no coração, pode ganhar muito na vida, mas não ganha o amor nem a generosidade alheia. Investir no coração é investir na continuidade e na continuação da nossa vida; é como ter filhos e investir neles, ficamos um passo mais perto da eternidade.”

«É preciso acreditar como da primeira vez, é preciso confiar, é preciso pensar que a tal pessoa certa para nós existe mesmo e que todos podemos ter sorte na vida.»

Este foi o ultimo livro que comprei e que já levo lido, e posso mais uma vez dizer que gostei imenso, na verdade só ainda não o acabei de ler, porque não me posso dedicar à leitura tanto quanto gostaria...

23 março 2010

Dizem que...


"Palavras leva-as o vento..."
Difícil mesmo, são gestos e atitudes...
Quem quer algo de verdade entende as coisas assim.
Quem quer algo de verdade arranja forma, maneira, dia, momento, hora, lugar...
Quem não...arranja antes um rol de desculpas e complicações...
Há quem diga que tudo depende do ponto de vista,
mas para mim depende da "intensidade", da "forma" como queremos algo, ou atingir um determinado fim...
Pior mesmo, é quando já nos damos conta tarde demais, que poderíamos ter agido de forma diferente em determinada altura e que teria sido tudo diferente, mas ficámos presos a convicções sem conteúdo...
Mas enfim... tudo passa, bem ou mal...tudo passa...
Há que saber reconhecer, quando já não vale a pena seguir um determinado caminho...pois tudo faz parte, mudar de direcção, retroceder, cortar à direita, à esquerda ou simplesmente PARAR!!
Certo mesmo, é seguir-mos as nossas convicções, ouvir-mos o nosso coração, sentirmo-nos em paz com nós próprios, com as decisões que tomamos e com tudo o que nos rodeia, sejam objectos, pessoas o que for...
E esperar, é uma palavra que não deve fazer parte do nosso vocabulário, porque a vida passa demasiado rápido, para nos dar-mos ao luxo de esperar...esperar...esperar...afinal de contas a nossa vida, não é nenhuma estação de caminhos de ferro ou algo similar...

"O tempo é um bem escasso e a paciência um traço de carácter..."

02 março 2010


"O tempo passa e com ele aprendemos que...
Depois de algum tempo vamos perceber a diferença, a subtil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.
E vamos aprender que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança.
E começamos a aprender que beijos não são contractos e presentes não são promessas.
Começamos a aceitar as derrotas com a cabeça erguida e o olhar para a frente, com a elegância de um adulto e não com a tristeza de uma criança.
E aprendemos a construir todas as nossas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para fazer planos, e o futuro tem o hábito de cair face ao vão.
Depois de algum tempo aprendemos que o sol queima se ficarmos muito tempo expostos.
E aprendemos também que, não importa o quanto nos importamos com alguém, algumas pessoas simplesmente não se importam...
E aceitamos que não importa o quanto uma pessoa é boa, pois ela vai ferir-nos de vez em quando e é preciso perdoá-la por isso.
Aprendemos que falar pode aliviar dores emocionais.
Aprendemos que as verdadeiras amizades continuam a crescer, mesmo a longa distância.
E e que o que importa realmente, não é o "que" se tem na vida mas sim "quem" se tem na vida.
E que os bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprendemos que não é preciso mudar de amigos quando se compreende que os amigos mudam. Descobrimos que as pessoas com quem mais nos importamos na vida são levadas de junto de nós muito depressa.
É por isso que devemos deixar sempre as pessoas que amamos com palavras carinhosas, pois pode ser a última vez que as vemos.
Aprendemos que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas que nós somos responsáveis por nós mesmos.
Aprendemos que não nos devemos comparar com os outros mas sim com a pessoa melhor que podemos ser.
Descobrimos que se demora muito tempo a ser a pessoa que queremos ser, e que o tempo é muito curto.
Aprendemos que não importa onde chegámos, mas para onde estamos a ir. Mas se não soubermos para onde estamos a ir, qualquer lugar serve.
Aprendemos que ou controlamos os nossos actos ou são eles que nos controlam a nós, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa o quão delicada e frágil é uma situação - existem sempre dois lados.
Aprendemos que heróis são as pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as consequências.
Aprendemos que paciência requer muita prática.
Descobrimos que, por vezes, a pessoa que esperávamos que nos desse um pontapé quando caímos é uma das poucas que nos ajuda a levantar.
Aprendemos que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiências que temos e com o que aprendemos com elas, do que com os aniversários que já celebramos.
Aprendemos que quando estamos com raiva temos o direito de estar com raiva, mas isso não nos dá o direito de sermos cruéis.
Descobrimos que só porque alguém não nos ama da maneira que gostaríamos não significa que esse alguém não nos ame de todo o coração e com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam mas simplesmente não sabem como o demonstrar.
Portanto, plante o seu jardim e decore a sua alma, em vez de esperar que lhe tragam flores.
E vai aprender que realmente pode suportar... que realmente é forte e que ainda pode ir muito mais longe, depois de pensar que já não aguenta mais..."

23 fevereiro 2010

A idade de ser FELIZ...


"Existe somente uma idade para a gente ser feliz,
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-las
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.

Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo, nem culpa de sentir prazer.
Fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida,
a nossa própria imagem e semelhança
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores
e entregar-se a todos os amores
sem preconceito nem pudor.

Tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão fugaz na vida da gente
chama-se PRESENTE
e tem a duração do instante que passa."

17 fevereiro 2010

Dá-me uma Abraço...

Dá-me um abraço que seja forte
E me conforte a cada canto
Não digas nada que o nada é tanto
E eu não me importo
Dá-me um abraço fica por perto
Neste aperto tão pouco espaço
Não quero mais nada, só o silêncio
Do teu abraço
Já me perdi sem rumo certo
Já me venci pelo cansaço
E estando longe, estive tão perto
Do teu abraço
Dá-me um abraço que me desperte
E me aperte sem me apertar
Que eu já estou perto abre os teus braços
Quando eu chegar
É nesse abraço que eu descanso
Esse espaço que me sossega
E quando possas dá-me outro abraço
Só um não chega

"Miguel Gameiro"

Bem só posso dizer que adoro esta música, e que já a ouvi vezes sem conta...

12 fevereiro 2010

Bob o Construtor...

Hoje o Gabriel foi disfarçado de "Bob o Construtor", e posso-vos contar que ia numa felicidade só...dava gozo ver...
O que ele adorou o capacete...
Assim que consiga coloco aqui as fotos...

10 fevereiro 2010


Todos os dias Deus dá-nos um momento em que é possível mudar tudo que nos deixa infelizes. O instante mágico é o momento em que um 'sim' ou um 'não' podem mudar toda a nossa existência.

08 fevereiro 2010

Não quero pensar nisso!


Este mês saiu publicado na Revista "Saber Viver", um texto de "Teresa marta - Mestre em Relações de Ajuda", o qual passo a transcrever:

Não reflectirmos é darmos aos acontecimentos oportunidade de fugirem ao nosso controlo.

"JÁ PENSOU EM QUANTAS VEZES PENSA: «não quero pensar nisso!»? Que azar: ao dizermos esta simples expressão já estamos, de facto, a pensar...nisso! No entanto, estamos a fugir da reflexão. De reflectir sobre o que nos acontece. E, se o fizermos em permanência, só estamos a contribuir para adiar os nossos problemas. Não resolvemos. Adiamos. E adiamo-los para quando? Para mais tarde! Sim, mas para quando?
Quando se vai dar ao trabalho de pensar sobre os pensamentos nos quais não quer pensar? Quando for tarde de mais? Quando, entretanto, os acontecimentos tenham por si próprios, tomado um rumo, um caminho, que de repente você percebe que já não consegue controlar? Que já não consegue acompanhar? Martin Heidegger escreveu uma vez sobre o facto de existirem em nós dois tipos de pensamento: o pensamento que calcula e o pensamento que reflecte. Heidegger queria dizer que o pensamento que calcula é o pensamento imediato, o que ocorre de objectivo em objectivo, de oportunidade em oportunidade, que calcula mas que nunca pára. Ou seja, nunca chega a meditar!
Como são actuais estas palavras do filósofo pronunciadas em 1949! À semelhança desse tempo, também nós, hoje, fugimos do pensamento. E de que pensamento? Do pensamento que reflecte. Fugimos de reflectir nas coisas «Já tenho duas contas ordenado e outra vez sem dinheiro antes do final do mês...Não quero pensar nisso!»; «já é a terceira vez que inicio uma dieta e não consigo emagrecer. Apetece-me um pastel de nata. Que seja! Agora não quero pensar nisso!». E assim vamos nós. De pensamento em pensamento. Mas sem parar para reflectir.
De facto, o pensamento que reflecte custa. É difícil. Dói-nos. Faz doer nos outros. Tem impacto neles. E em nós. O pensamento que reflecte é aquele que medita sobre tudo o que nos acontece.
Se realmente está disposto a reflectir, experimente fazer algo tão simples como isto: em primeiro lugar não adie mais decisões. Nomeadamente, as que anda a tentar tomar à muito tempo. Se as pensa há tanto tempo é porque fazem sentido. Por isso aja!
Em segundo lugar, permita-se ir além dos seus pensamentos. Permita-se reflectir. Dentro dos seus limites. Sempre sem deixar de pensar e conseguir reflectir um pouco sobre o «porquê» vai estar a desenrolar mais uns quantos nós cegos que tem vindo a dar na sua vida. Arrisque reflectir.
Em terceiro lugar, se tiver pensamentos ruminantes, daqueles que estão sempre lá, das duas uma: se forem bons e não tiver coragem para os concretizar, experimente fazê-lo! Mas se os pensamentos forem maus, reflicta! Podem ser alertas. Para coisas más das quais se deve afastar. Ou para coisas boas que não anda a ver.
Finalmente, nunca, mas nunca, pense que algo lhe vai correr mal. Isso é o primeiro passo para que as coisas corram mesmo mal.
Se esse pensamento lhe surgir, reflicta: porque é que estou a pensar que isto vai correr mal? Há necessidade? Que ganho com isso?..."

BOAS REFLEXÕES!!

04 fevereiro 2010

Parece um labirinto...

Decisões difíceis...
Existem alturas na nossa vida em que temos que tomar algumas decisões difíceis...
Quantas vezes nos perguntamos se estamos a agir da melhor forma, se aquilo que estamos a decidir é o caminho mais correcto, se não haveria mais nenhuma solução passível de ser tomada?
Nos últimos dias tenho-me debatido tanto com essa questão que quase me sinto sufocar!
Mais difícil se torna quando as nossas decisões vão influir sobre as vida daqueles que nos são mais queridos!
Ainda assim não vou desistir, e como de tantas outras vezes, vou dar a volta por cima...vou mesmo...
Não vou retroceder, na minha tomada de decisão, até porque a a partir do momento em que deixe de acreditar em mim própria e nos meus objectivos, deixo de ser eu mesma...e não é isso que eu quero.
Como tal, vou com calma, devagarinho, pé ante pé, mas com a força, a coragem e a garra que me estão implícitas e chego lá...há quem diga, que por vezes, temos de ir muito fundo, para depois ver-mos realmente a luz... ok, tudo bem, então que seja...
Para mim, garanto-vos que me basta acreditar, pelo menos até aqui tem sido assim...
Não sou muito de ficar a pensar se tivesse dito isto isto, se tivesse feito aquilo, se não tivesse tomado aquela decisão...definitivamente não sou assim, não sei se feliz ou infelizmente, ajo mais por impulso, e mais com o coração...enfim acredito que o que não tem que ser...definitivamente tem um porquê, que podemos não entender no momento, mas que por vezes não deixa de ser o melhor para nós...

Apetece-me:
"Desligar o cérebro e gozar a vida exclusivamente pelos sentidos. Não pensar, não lembrar, não racionalizar, não analisar, só sentir, sonhar, rir, numa palavra VIVER."

02 fevereiro 2010

Frases...


"Não faça da sua vida um rascunho, pois pode não dar tempo de passar a limpo."
...
"Somos o que fazemos, mas somos principalmente o que fazemos para mudar o que somos."
...
"É melhor estar preparado para uma oportunidade e não ter nenhuma, do que ter uma oportunidade e não estar preparado..."

28 janeiro 2010

É preciso, CORAGEM...

Para viver;
Para amar;
Para curar feridas;
Para chorar;
Para existir;
Para sofrer;
Para sorrir;
Para seguir viagem;
Para desejar;
Para persistir;
Para conquistar;
Para perder;
Para construir;
Para lutar;
Para ganhar;
Para parar;
Para não ser INFELIZ!!

"Coragem não significa ausência de medo, mas a capacidade para reagir a ele..."

27 janeiro 2010

É assim que tento ver a VIDA:


Estamos sempre a tomar decisões:
O que vestir, o que comer,
O que dizer, o que não dizer,
O que, como, quando…
E quanto mais opções,
Mais difícil decidir!

Às vezes tomo consciência da figura que faço,
No supermercado, frente à grande oferta
que há para o mesmo produto….
Tantos…todos diferentes, todos iguais...
A maior parte das vezes,
acabo por levar sempre os mesmo...
É mais fácil, mais seguro porque sei que gosto!
Decido pelo hábito!

Por vezes penso em como é bom
não termos de tomar decisões!
Em como há alturas em que
optamos por não optar….
Aquela camisola linda,
Levo azul ou verde?
Na dúvida…levo as duas!
É mais fácil não decidir!

Mas...
Sempre ouvi dizer que
“Mais vale uma má decisão
Do que a falta de decisão…”
Afinal…
Decidir “não decidir”,
Também é uma decisão,
Porque assim o decidi!!!

Sempre que escolho seguir por um caminho,
Parar num cruzamento
ou se decido voltar atrás.
Estou a decidir o melhor para mim,
Neste momento,
Aqui e agora!
Porque não há decisões para a vida,
Não há sentidos únicos,
Não há sentidos proibidos,
Há um passo à frente do outro,
Um caminhar…

Qualquer que seja a direcção,
que eu escolher
É a que me vai permitir aprender o que preciso;
Podia ter escolhido outra?
Óbvio que podia. Mas não escolhi!
E se tivesse escolhido outro?
Se? Se? Se…se….se…..se
Para quê o se????
Não sei se…
…nem me interessa!
Como diz "Ma-ho",
A minha realidade aqui e agora,
é a ausência de todos os “ses”!

E…
Quando eu tomo uma decisão,
O universo inteiro funciona a meu favor!
As coisas vão acontecendo, aqui e ali,
Co-incidentemente…
Basta ficar atenta aos sinais,
E agradecer!

19 janeiro 2010

Diário da Tua Ausência!


“Quando se ama alguém, tem-se sempre tempo para essa pessoa. E se ela não vem ter connosco, nós esperamos. O verbo esperar torna-se tão imperativo como o verbo respirar. A vida transforma-se numa estação de comboios e o vento anuncia-nos a chegada antes do alcance do olhar. O amor na espera ensina-nos a ver o futuro, a desejá-lo, a organizar tudo para que ele seja possível. É mais fácil esperar do que desistir. É mais fácil desejar do que esquecer. É mais fácil sonhar do que perder. E para quem vive a sonhar, é muito mais fácil viver.”

"...O objectivo não é o mais importante, mas sim o caminho que se percorre para o alcançar. Somos nós, com os nossos passos, que vamos fazendo o nosso próprio caminho. Há quem corra demasiado depressa e perca a alma no trajecto, há quem mude de ideias e arrisque um atalho, há quem não saiba escolher a melhor direcção quando chega a uma encruzilhada, há quem deixe pedras pelo caminho para não se perder, se precisar de voltar para trás. Não sei que espécie de caminhante sou, para onde vou, não sei. Nem sei para onde vais. Nem tu sabes. Pode ser que um dia acordes com uma luz nova, uma força desconhecida que te vai trazer até mim… Sei que há uma força estranha que me faz correr para ti, embora nunca, em nenhuma circunstancia, corra atrás de ti, porque não posso, não me é permitido interferir no teu destino e mudar o curso da tua vida. Isso, terás que ser tu a fazê-lo, por ti e para ti, se assim o entenderes. Será que sentes a mesma força? Quero acreditar que sim, mas no fundo começo a sentir que não…”

Margarida Rebelo Pinto

Bem já li o último que comprei dela, "O dia em que te Esqueci" e adorei, melhor dizendo, acho que nem o li, "devorei-o", e este agora vai ser a minha próxima aquisição...

Ainda do meu Aniversário...

As lembranças, que dei aos meus amigos na escolinha...

18 janeiro 2010

Do meu Aniversário...

e ainda...


Por palavras há que registar, que estavas eufórico, muito feliz e que o dia correu muito bem...

17 janeiro 2010

3.º Aniversário do Gabriel...


“ Quando eu nasci,
Ficou tudo como estava,

Nem Homens cortaram veias,
Nem o Sol escureceu,
Nem houve estrelas a mais…
Somente,
Esquecida das dores,
A minha Mãe sorriu e agradeceu.

Quando eu nasci,
Não houve nada de novo
Senão eu.

As nuvens não se espantaram,
Não enlouqueceu ninguém…

Para que o dia fosse enorme,
Bastava
Toda a ternura que olhava
Nos olhos da minha Mãe…”

Sebastião da Gama

14 janeiro 2010

3.º Aniversário...

Este é o convite feito aqui pela mamã, para a festa de aniversário do Gabriel, que se irá realizar já no próximo Domingo...
Bem já se torna repetitivo, mas é uma grande verdade, "o Tempo passa a correr", já vai fazer 3 aninhos e está um verdadeiro homenzinho, os dias são repletos de novas conquistas, cada vez mais vocabulário e mais "independência"...
Cada fase é completamente única, mas a verdade é que dou muitas vezes por mim a relembrar o tempo em que o carregava no meu colo, é que agora agora já mal posso com ele.
A fase das birras, começa agora a dissipar lentamente, e a registar e que me lembre é que:

- Só usa fralda para dormir;
- Continua a gostar de livros, mas entretém-se imenso a ver os DVD's do Ruca, Noddy, Dora a Exploradora...
- Adora massa e arroz, e é capaz de devorar pratos dos mesmos, sem qualquer tipo de acompanhamento;
- Adora ferramentas e passa a vida a querer, segundo ele "arranjar" tudo e mais alguma coisa...
- Falaaaaaaaaaaaa imenso, quer saber tudo, faz mil perguntas e acabam sempre em, PORQUÊ??
- Já não é necessário deitarmo-nos com ele para adormecer, basta deixá-lo na companhia do "fofinho" (o coelho de peluche) e a luz acesa;
- Este aniversário pediu uma trotinete...ainda não percebi porquê...

Bem as conquistas como já referi são diárias e inúmeras, como tal impossíveis de descrever exaustivamente aqui...

Só quero acrescentar que:
Amo-te hoje como sempre e para sempre meu amor, que num percas esse sorriso, que te é tão peculiar, que a vida te sorria sempre e que eu possa estar sempre a teu lado nos momentos mais difíceis! Há grandes realizações na vida, e tu és sem dúvida a maior de todas...

11 janeiro 2010

Nada como o TEMPO...

Com o tempo, vai perceber que para ser feliz com outra pessoa, precisa em primeiro lugar, de não precisar dela.

Percebe também que aquele alguém que ama (ou julga que ama) e que não quer nada consigo, definitivamente não é o "alguém" da sua vida.

Irá aprende a gostar de si, a cuidar de si e, principalmente, a gostar de quem também gosta de si.

O segredo não está em correr atrás das borboletas... mas em cuidar do jardim para que elas venham até si.

No final das contas, vai encontrar não quem procurava, mas quem o procurava a si!

(Desconhecido)

Tempo...Temos alturas em que queremos que passe rápido e outras em que preferimos, que não se dê por ele a passar, mas infelizmente ou não, não o conseguimos controlar e como tal, temos de enfrentar cada dia, sejam eles de alegria, tristeza, angustia, desespero, euforia, o que for...é a vida!!

Neve...Neve...e mais Neve...

Por cá está assim, tudo branquinho, lindo...lindo...
Pior é a logística necessária para começar o dia, para quem não está habituado...
Apetece mesmo é andar por ai a contemplar a paisagem, mas é preciso trabalhar...e o que tem que ser tem muita força...
Boa semana para todos, com ou sem neve!!

07 janeiro 2010

Leituras...


O dia em que te esqueci de "Margarida Relebo Pinto".

«Quando amamos alguém, não perdemos só a cabeça, perdemos também o nosso coração. Ele salta para fora do peito e depois, quando volta, já não é o mesmo, é outro, com cicatrizes novas. Às vezes volta maior, se o amor foi feliz, outras, regressa feito numa bola da de trapos, é preciso reconstruí-lo com paciência, dedicação e muito amor-próprio. E outras vezes não volta. Fica do outro lado da vida, na vida de quem não quis ficar do nosso lado.»

Pois é comprei-o ontem à noite e estou a adorar, de tal forma que com o entusiasmo ainda consegui ler metade ontem mesmo...

01 janeiro 2010


Felicidade…

Esse talvez seja o sentimento mais difícil de se decifrar. Todo mundo a procura, a todo momento, mas ninguém consegue explicar ao certo o que realmente o faz ou faria feliz. O conceito de felicidade é único para cada pessoa, a nossa felicidade não é igual a do outro. Cada um tem que procurar a sua. E ela é possível, e não está longe, está bem dentro de nós.
Aristóteles, um dos grandes pais da filosofia contemporânea, disse que a felicidade é a maior meta do homem. O que acontece com a maioria das pessoas é que elas acreditam que a felicidade tem que ter uma representação hollywodiana, virar roteiro de filme. E isso faz com que elas passem a vida à procura de grandes coisas que as deixam felizes. Mas a felicidade está nas coisas mais simples, costumamos muitas vezes ler isso nos textos de reflexão, e é a mais pura verdade. A nossa vida não é sempre comparável a uma publicidade da televisão. Temos os nossos momentos de raiva, de dor, de tristeza, de medo. Precisamos ser sempre felizes, mas não precisamos estar sempre felizes. Sim, uma coisa é estar feliz, outra, sê-lo.
Desde a Grécia Antiga, os filósofos estabeleceram essa diferença entre ser e estar feliz. Fica-se feliz com uma promoção no trabalho, com uma surpresa inesperada, com um beijo de quem se gosta, uma mensagem carinhosa. Mas para ser feliz é preciso coragem. Deixar o medo para trás e começar a transformar-se, começar a aceitar que ela está dentro da gente e em mais nenhum lugar. É conseguir conjugar o verbo ser, muito mais vezes do que o ter. As conquistas que nos fazem felizes são aquelas que nos permitem crescer enquanto seres humanos. A felicidade faz parte de nossa essência, podemos transmití-la a todos que nos rodeiam e assim desfrutar com maior alegria a nossa existência. A Felicidade é longa para quem consegue entender as pequenas felicidades.
(Texto retirado da net)

Pois é, pior mesmo, é ela estar bem na nossa frente e não a querermos ver...há quem passe demasiado tempo com objectos, livros, papéis...e de tanto lidar com objectos inanimados deixe de saber lidar com pessoas, passe a ver as pessoas como os próprios objectos...deixe de viver, porque viver custa, porque viver dá luta, porque viver dá contestação...e se agarre com todas as forças a uma "obsessão", a de ser melhor que qualquer um, ser o mais inteligente o mais sábio e mais instruído, com a necessidade expressa de obter estatuto, dinheiro, e novamente objectos... mas para quê...se no fim de contas, não sabe lidar com as coisas mais simples da vida...e vive toda a vida na ilusão de um vazio...
Mas enfim... dizem "quem não tem sonhos não tem nada"...mas há os que mesmo tendo sonhos, nada têm...e como tal também esses têm um conceito único de felicidade...

Como alguém diria: "Façam favor de ser felizes..."!