30 dezembro 2009

ANO 2009
FIM
...

No Editorial de uma Revista de tenho por hábito comprar todos os meses, lia-se o seguinte:
"Estamos quase lá. Faltam poucos dias para receber 2010. E é a altura para fazer um balanço, mas é também o momento em que se tem oportunidade para começar de novo. Aguardamos a contagem decrescente até à meia-noite... Preparamos as passas, a flute de champanhe e um pacote de desejos, mas esquecemos-nos do mais importante. Para alcançarmos aquilo que queremos temos de fazer por isso. E se ainda não mudou o que queria na sua vida esta é a altura certa para o fazer. Deite fora os cigarros, corra pela praia ao fim do dia. Passe mais tempo com os seus filhos. Pense duas vezes antes de magoar os outros. Dê mais de si àquilo em que se envolve e faça-o com alegria. Tire fotografias, lembre-se de que «Recordar é Viver», mas não se esqueça que, para ter o que recordar, é preciso viver. Não acredite em tudo o que ouve. Não gaste tudo o que tem. Não durma tanto quanto gostaria. Não se ria dos sonhos dos outros. Quem não tem sonhos tem muito pouco. Quando sentir que perdeu alguma coisa, não perca a lição. A vida está sempre a ensinar-nos. Só temos de estar disponíveis para perceber o propósito. Viva todos os dias como se fosse o ultimo. Garanto-lhe que assim terá um HAPPY 2010."

Este texto não se podia identificar mais com a minha forma de pensar, e com tudo o que tenho escrito ultimamente...como tal e no que a mim diz respeito, posso dizer que o ano de 2009, foi um dos piores de que me lembro, mas foi também o que mais me ensinou e fez crescer...
Como tal, espero que este ano que se aproxima me traga, paz, estabilidade, sossego e felicidade...e me deixe a saúde que graças a "Deus" até à data não me faltou e pela qual agradeço todos os dias...
Ao meu filho especialmente, a todos os que gostam de nós e ainda aqueles que nos lêem, desejo um 2010, com muita saúde, e com tudo o de bom que possam alguma vez imaginar...que para vocês tal como para mim, este novo ano, seja de realizações a todos os níveis...
Espero ainda que este blog se mantenha e que a inspiração não me falta nunca...

FELIZ 2010

21 dezembro 2009

"A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio dos nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham na nossa caminhada pela vida..."

A todos um bom Natal, cheio do que é realmente importante, paz, saúde e muita alegria, na companhia daqueles que mais amam...

Beijocas, C. e Gabriel!!

20 dezembro 2009

Benfica...???

Há quem insista em dizer que o Gabriel já tem Clube...mas eu tenho a certeza que ele vai ser do Sporting, como a Mãe!!
Bem vamos deixá-lo crescer e ele logo decide...

14 dezembro 2009

" Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós.
Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós."

03 dezembro 2009


Quanto mais eu vivo, mais eu percebo o impacto da atitude na vida. Ela é mais importante que o passado, que a educação, que o dinheiro, que as circunstâncias, que os fracassos, que os sucessos, e do que as outras pessoas pensam, dizem, ou fazem...

Hoje a vida devolveu-me o reflexo daquilo que eu tenho tentado ao máximo ser... POSITIVA... ter atitude positiva...tenho tentado com todas as minhas forças, não desanimar, não baixar os braços, não esmorecer...e acho sinceramente que até tenho conseguido, não digo que tem sido fácil, pois estaria a mentir, mas "apesar dos pesares" até me tenho aguentado bastante bem...

Hoje estou feliz... Afinal foi até melhor do que esperava, como tal só posso mesmo estar agradecida, isto só me dá mais força, para manter a mesma postura/atitude, pois se eu não acreditar... ninguém o fará por mim... e como já tenho escrito "podemos ser muito felizes, com pequenas coisas", hoje é o caso...

Tenham um bom Dia!!

01 dezembro 2009

Quase…

Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase. É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi... Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou. Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas oportunidades que se perdem por medo, nas ideias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no Outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor não me pergunto, contesto. A resposta eu sei de cór, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos "Bom dia", quase que sussurrados. Sobra covardia e falta coragem até para ser feliz. A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir e o nada, mas não são... Se a virtude estivesse mesmo no meio-termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza. O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer. Para os erros há perdão; para os fracassos, oportunidades; para os amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas a realizar do que a sonhar, a fazer do que a planear, a viver do que a esperar, porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.